quarta-feira, 16 de julho de 2014

Château de Chantilly e Musée Vivant du Cheval

Hoje temos participação especial da Clara Viegas Miranda, do blog Fui, vi e quero voltar. Ela é mãe dos petits Mateus e Davi e topou compartilhar com a gente o passeio que fez no Château de Chantilly. Confira que passeio bacana!

Estive em Paris de 29 de abril a 14 de maio. Primavera. Esperava um friozinho mas não contava com a chuva. Tivemos que lidar e driblar as programações de acordo com o clima. Fomos eu, meu marido, minhas duas irmãs e meus dois filhinhos Mateus, 1 ano e 3 meses, e Davi, 2 anos e 10 meses.

Adiamos o passeio a Chantilly ao máximo para podermos pegar um dia perfeito de sol, mas no dia que fomos, acabou chovendo e fazendo frio. Embora tenha atrapalhado o nosso passeio pelos jardins, o Château teve seu encanto parisiense. Nos sentimos em um filme europeu e recomendamos sim!

Por que ir ao Château?

Optei por não ir ao Palácio de Versailles. Embora tenha todo o seu valor achei que não seria bom para os meninos. Lá é sempre cheio, a caminhada me pareceu árida, a infraestrutura complicada.

Quando pesquisei sobre o Château de Chantilly vi que seria ideal para meus príncipes que amam animais, afinal lá era o castelo do Príncipe que tinha 240 cavalos e 150 cachorros para caça de veados e outros animais silvestres. Perfeito para meus meninos aventureiros!

Como Chegar?

Fomos de RER D. A viagem que partiu de Châtelet les Halles levou aproximadamente 40 minutos até Chantilly-Gouvieux. Você precisa comprar um ticket especial pois Chantilly está fora da área de Paris.

Chegando a Chantilly (pronuncia-se Chantii) você pode ir andando e aproveitar para conhecer um pouco da típica e charmosa cidade do interior francês ou pegar um ônibus gratuito DUC que leva até próximo a entrada do Château. O DUC passa a cada 22 minutos. No nosso caso encontramos com ele quando estávamos chegando ao Château!

No caminho aprecie as lojinhas e a igreja Notre Dame de Chantilly mas não perca o foco pois há muito a ser visto no destino.

A caminho do Castelo de Chantilly

A caminho do Castelo de Chantilly


Musée Vivant du Cheval - Grandes Écuries (Museu do cavalo)

O complexo abre as 10h e fecha as 18h. Para você que vai com criança o ideal é estar lá  no horário de abertura para aproveitar tudo o que o passeio oferece.

Na entrada do complexo encontramos o Museu do cavalo, onde compramos os ingressos. Ao lado da bilheteria uma loja temática apresenta produtos muito legais para quem curte os equinos (camiseta, boné, bijou, brinquedo, livro).

Em seguida você encontra as cocheiras com muitas raças de cavalo e até uns cabritinhos.

Admirando os cavalos em suas cocheiras

Admirando os cavalos em suas cocheiras

A continuação do passeio pelo museu apresenta muitas esculturas de cavalo, fotografias, miniaturas, peças de carrossel antigas e encaminha para a área de show. Toda construção é impressionante. A demonstração que assistimos infelizmente não prendeu nossa atenção e nem a das crianças, mas o show promete ser lindo. O espetáculo atual é o Spectacle équestre: Kavallisté, em exibição até dia 26 de outubro.

No Museu do cavalo tem um café com ambiente agradável e banheiros nota 10 com trocador.

Espaço de apresentação dos Shows

Espaço de apresentação dos Shows

Château - Musée Condé (Castelo com mobiliários e obras de arte)

Um lago com patos recepciona a todos que chegam ao Château que apresenta obras de arte como Rafael, Delacroix e tem em sua impressionante biblioteca uma Bíblia de Gutemberg.

Acesso ao castelo

Vista do castelo

O castelo preserva os ambientes com seus móveis, utensílios e obras de arte. Ele possui a segunda maior coleção de arte do período entre séculos XV e XIX. O tema de caça e guerra com exposição de roupas militares, armas, esculturas de animais, cabeças de caças, encantam os meninos, contudo são expostas as delicadeza das peças da princesa como rendas, jóias, louças.

Davi encantado com o corrimão com carneiro e os cachorros vigiando a entrada da sala de jantar


Davi analisando a diferença de piso, cores e formas

Jardins

Os jardins são divididos em 4 áreas temáticas, nos seus 115 hectares. Os jardins próximos ao Castelo tiveram projeto de Andre Le Notre, que também projetou os jardins de Versailles. Você pode caminhar, ir de trenzinho ou pequenos carros elétricos, depende quanto quer desembolsar e andar.

Eu gostaria de ter ido a área 5 e 6 que apresentavam algumas construções, restaurante, parquinho e labirinto, mas não deu tempo! #ficaadica

Mapa do Complexo do Castelo de Chantilly


Nossa volta

As 18h fechou o museu de arte. Chovia bastante e solicitamos na guarita um táxi. Chegamos a estação em 5 minutos. Compramos nosso ticket de retorno e tinhamos que esperar por 1 hora. Na frente da estação um bar, ambiente nada petit! Procuramos algum lugar nas redondezas para experimentar o famoso Chantilly e nada! Nosso passeio foi em um sábado e o comércio todo fechado.

Voltamos a estação e aproveitamos para tirar as clássicas fotos na cabine de fotografia e comprar batatinhas nas máquinas.

Fotografia da cabine da estação Chantilly-Goviex

Curtindo o trem

Outras informações: http://www.domainedechantilly.com/
Fechado em janeiro e as terças-feira. Aberto das 10h as 18h.
Bons banheiros para crianças
Café no Museu do Cavalo, Restaurante La Capitainerie, mais requintado, no interior do castelo e  no parque na área Hameau, o Les Goûters Champêtres. Consultar período do ano em que os restaurantes fecham.
Não deixem de experimentar o Chantilly, em francês conhecido como "Crème Chantilly"


Um comentário:

Anônimo disse...

Sensacional, deu vontade de conhecer. Parabéns Clara Miranda.

Bj, Ana Rita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...