sábado, 5 de julho de 2014

Apresentando... Paris des ados!

Como a Adélia contou para vocês, tenho um filho de 4 anos, o Otávio, que me acompanha em todas as aventuras que compartilho com vocês aqui no Paris des Petits. Como eu também tenho uma enteada adolescente, a Crystal, de 16 anos, vou passar a compartilhar também algumas dicas bem legais de uma outra Paris, que passei a descobrir com ela (e as amigas Bruna e Gabriela que vieram nas férias de inverno). A primeira mensagem a passar para vocês é que Paris é, sim, uma cidade muito legal para os adolescentes e pré-adolescentes, essa turminha cheia de energia que tem entre 12 e 17 anos.

Feliz da vida no verão...

... Ou no inverno!

Antes de ler nossas dicas, lembre-se de que os adolescentes em geral têm gostos e comportamentos bem definidos (ainda que não exatamente definitivos...), diferentemente das crianças, que ainda estão sendo apresentadas ao mundo. Em geral, eles dizem o querem e o que não querem fazer, então é bom ter em conta o perfil do seu filho/a antes de incluir qualquer programa no seu roteiro.

Para começar, posso dizer que os adolescentes adoram a liberdade de poder simplesmente andar por Paris. Claro que é fundamental estar atento aos pick-pockets que existem aqui e evitar certas ostentações, sobretudo com o celular e outros eletrônicos, mas ainda assim a sensação de segurança e de liberdade é maior quando comparada às grandes cidades no Brasil. O ambiente mais seguro, somado a um sistema de transporte coletivo eficiente, permite que eles andem sozinhos pelas áreas mais turísticas da cidade acompanhados por um bom mapa. E, para se comunicar nessas áreas, o inglês foi suficiente.

O doce gostinho da liberdade!
Passando aos programas preferidos, optamos por agrupar em seções que iremos sempre atualizar para vocês.  A primeira seção que vamos apresentar é a dos museus, afinal, qualquer que seja a idade, uma viagem à Paris não está completa sem ao menos uma visita a seus museus maravilhosos. Então vamos lá:

O Louvre e muito mais!
O Louvre pode ser o mais famoso, mas geralmente os museus que fazem mais sucesso com essa turma são os "outros": o Musée d'Orsay, o Centre Pompidou, o l'Orangerie, por exemplo. Não que os adolescentes não curtam o Louvre, mas o fato é que muitas vezes eles já têm suas preferências artísticas e, além disso, estão sempre apressados, sem tempo a "perder" com tanta informação... Ou seja, se o tempo for curto, não fique desolada se seu filho adolescente quiser deixar esta visita fora do roteiro, nem tente incluir esta visita a força! Caso decidam ir, não deixe de pegar o mapa que eles entregam lá no museu indicando a localização das principais obras. Isso evita perda de tempo andando sem rumo certo pelo museu. A galeria dedicada ao Egito Antigo costuma agradar muito.

No caso do Orsay e do L'Orangerie, por terem um acervo menor se comparados ao Louvre, fica mais fácil para eles apreciarem as obras expostas. Também me surpreendi com o conhecimento que a Crystal já tinha sobre alguns pintores, como Modiglianni, devido a alguns filmes que retratam a vida desses artistas e que ela havia assistido por orientação da escola. Esse conhecimento prévio torna a visita bem mais interessante. Por falar nisso, os filmes podem ser uma boa preparação para o  universo cultural que seu filho/a vai encontrar aqui. #Ficaadica.

Sobre o Pompidou, as obras de estilo moderno e muitas vezes provocativo já são em geral mais atrativas mesmo para os adolescentes, mas o Centro ainda conta com dois grandes trunfos: performances de artistas dentro e fora do museu. Como já contamos aqui, muitas vezes há cantores e grupos de dança de rua à entrada do Pompidou e ficar por ali olhando todo esse movimento já é um programão.

Invalides

Indo um pouco além das obras de arte, há três museus que vão contribuir para o conhecimento do seu filho/a e que, por isso, ja valem a visita: o Museu de Historia Natural (composto pelo Museu de Paleontologia, a Galeria da Evolução e o Jardin des Plantes), o Palais de la Découverte e a Cité des Sciences et de l'Industrie. Esses museus têm sempre exposições interessantes (permanentes ou temporárias) sobre assuntos relacionados às mais diversas áreas das Ciências e ainda são destinos perfeitos caso você tenha que conciliar os interesses de um petit e de um adolescente no mesmo programa.

Atentas às suas preferências, elas mesmas escolheram e adoraram a visita ao Palais Galliera, o Museu da Moda de Paris. Sem dúvidas, um programão para adolescentes antenados com o mundo fashion que tem tudo a ver com esta cidade. Uma dica nessa mesma linha de interesses é o Museu do Perfume, que conta a historia do perfume através de objetos de época e ainda oferece uma visita guiada gratuita.

Da mesma forma, uma visita ao Hotel des Invalides, onde fica o Museu das Forças Armadas, pode ser um excelente programa para aqueles que se interessam mais por Historia, especialmente a Era Napoleônica, guerras...

Há até quem se anime a conhecer as galerias subterrâneas dos Esgotos de Paris e as Catacumbas de Paris, dois passeios pra lá de insólitos.

Enfim, vale tudo! Porque como os adolescentes já vêm com alguma "bagagem" de vida, o importante é sempre levar em consideração o que eles preferem para tornar essa viagem cultural ainda mais atraente para eles.

E, para fechar essa seção, não poderia faltar o Musée Grévin, o museu de cera de Paris, onde eles podem ver as famosas réplicas em cera de personagens e personalidades famosas. Como além de artistas e atletas famosos há ainda réplicas de personalidades históricas, como, por exemplo, os principais lideres da Revolução Francesa, esse programa alia conhecimento e diversão. Perfeito, já que para os adolescentes museu também tem que rimar com diversão!


Pompidou
Nos proximos dias vamos contar para vocês outros passeios que seu filho/a adolescente ou pré-adolescente vai adorar fazer nessa cidade!




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...