quinta-feira, 8 de maio de 2014

Amsterdam com Petits

Amsterdam não é um daqueles destinos que a gente naturalmente associa às crianças, mas ainda assim, decidimos aproveitar o feriadão de 1° de maio para conhecê-la e vamos contar aqui como foi a nossa experiência na cidade com uma criança.

Para começar, a facilidade de acesso partindo de Paris é um grande atrativo: optamos por ir de trem para evitar o estresse dos embarques e desembarques nos aeroportos nessas datas festivas. Foi uma viagem tranquila e bem confortável num trem operado pela Thalys que tem até um bar a bordo e que durou 3 horas e meia, aproximadamente, considerando as paradas em Bruxelas, Rotterdam, La Haye e Aeroporto de Amsterdam. Como compramos os bilhetes por internet, escolhemos o "carré famille" para assegurar que nossos assentos estariam juntos. Fica a dica!


Chegando lá, nossos programas se concentraram na área conhecida como "Fashion & Museum District". Como nos hospedamos em um hotel perto dessa região, conseguimos fazer quase tudo a pé. Até pensamos em alugar bicicletas por lá, mas sinceramente achamos o trânsito um pouco confuso... Provavelmente pelo fato de ser feriado em muitos países (não lá) e a cidade estar lotada de turistas que atravessavam as pistas de bicicletas como se estivessem desfilando no sambódromo... Um pouco estressante!


No primeiro dia, fomos ao Stedelijk Museum, que tem um acervo moderno e um pequeno atelier artistico para crianças (no dia da nossa visita a atividade era com massinha de modelar). Não foi o programa preferido do Otavio mas ele aguentou bem a visita. Em seguida, pausa para brincadeiras: bem ao lado do museu, em uma área conhecida como Museumplein, existe uma área verde com um pequeno parquinho para crianças, daqueles que parecem uma pracinha. Nada demais, mas o suficiente para animar os pequenos enquanto os papais têm algum descanso. Depois do almoço, fizemos o tradicional passeio de barco pelos canais de Amsterdam, um programa que costuma agradar bastante aos pequenos, além de ser uma boa maneira de conhecer a cidade.


No segundo dia, reservamos um bom tempo para o que foi a melhor descoberta da viagem: o Artis Royal Zoo ( http://www.artis.nl ). O zoológico de Amsterdam é mesmo muito bacana e foi eleito pelo Otávio o melhor programa da viagem. O grande diferencial, em comparação aos outros zoos que já visitamos é a proximidade com os animais. Algumas espécies ficam praticamente em contato com os visitantes em pavilhões onde é permitida a entrada, como morcegos, borboletas, macaquinhos e algumas aves. Além disso, o espaço é muito agradável e bem cuidado, um convite para os pique-niques na grama apesar de existirem boas opções de lanchonetes para refeições ràpidas. Outro diferencial: o Aquário está integrado ao zoo, ao contrário de outras grandes cidades em que é preciso comprar outro ingresso para visitá-lo. Por fim, há um grande parquinho dentro do zoologico. Diversão garantida para um dia inteiro!

 
 


Reservamos o terceiro dia para ir ao parque Keufenhof, na cidade de Lisse. Aqui, faço menção ao post da Adélia sobre este parque, pois como citado lá, o acesso é realmente complicado usando o transporte público porque os ônibus partem do aeroporto completamente lotados. Com crianças, vale considerar a possibilidade de alugar um carro ou contratar um transfer no hotel, como fizemos. Além disso, não é recomendável ir ao parque nos fins de semana, porque o número de visitantes é de fato impressionante. Ainda assim, atentos à previsão do tempo, deixamos o sábado para este programa e foi muito cansativo. As filas estavam enormes (para entrar, sair, ir ao banheiro, comer,...) e havia engarrafamento em todo o seu entorno. Por outro lado, o parque é mesmo muito lindo, as flores impressionam pelas formas, cores e tamanhos. E há muitas atividades para as crianças, como parquinhos e até uma mini fazendinha.


Pode-se passar um dia inteiro em Keufenhof, mas preferimos chegar cedo e alugar bicicletas para passear por fora do parque antes de entrar, o que também foi uma delícia porque a região é muito bonita e silenciosa. Neste ano havia um stand de aluguel de bicicletas logo à entrada do parque, bem pràtico. E é muito fácil encontrar bicicletas com a cadeirinha de criança, pagamos apenas 2€ a mais por isso.



No ùltimo dia, dois programas realmente imperdíveis: o Van Gogh Museum, cujo acervo por si só já garante um bom programa (pois reúne o maior número de obras do pintor didaticamente apresentadas), costuma também ter atividades para as crianças nos fins de semana. No dia em que estivemos lá, era uma caça ao tesouro (as crianças recebiam um mapa e tinham que ir seguindo as pistas para encontrar as obras "perdidas".). Legal para as crianças maiores, mas os bem petits não costumam ter concentração suficiente para isso durante muito tempo... Mas uma dica importante para a visita ao museu não ser tão cansativa é comprar o ingresso com antecedência, porque a fila para entrar é enorme... Por isso, ainda na sexta-feira compramos o ingresso com hora marcada para o domingo às 9hrs da manhã e aproveitamos para tomar o café da manhã na cafeteria do museu. Pode-se comprar o ingresso pela internet ou em um quiosque que fica bem próximo ao museu.

Depois, hora de brincadeiras: fomos à pé ao Vondelpark , que é o maior parque urbano em Amsterdam, onde é possível passar horas com as crianças, seja em um pique-nique, nos diversos parquinhos, andando de patins... Para se ter uma idéia da sua extensão, este parque é maior do que o Jardin du Luxembourg. A programação de verão promete shows e teatro ao ar livre para as crianças. E para os maiores, é possível alugar skate. Imperdível!


 

Existem ainda outros programas que podem agradar ao seu petit: Nemo Science Center, que é o museu de ciências de Amsterdam, que não visitamos por achar que ele seria mais atrativo para os petits com mais de 6 anos; a Rembrandt House, que ficou de fora por falta de tempo; e o Madame Tussauds (museu de cêra).

Em resumo, se você vai estar em Paris com o seu petit e gostaria de esticar a viagem até outra cidade não muito distante, com certeza vale a pena incluir a capital holandesa entre as suas possibilidades.

Para quem vai a Amsterdam não deixe de visitar o blog do Ducs Amsterdam que tem dicas incríveis!

4 comentários:

IsmaEU disse...

Olá pessoal! Que surpresa ver este post sobre Amsterdam. Há poucos dias (re)publicamos no nosso blog de viagens nossa experiência com nosso pequeno em junho de 2011, ocasião em que pegamos um clima frio e chuvoso. Segue aí o link. Nossa experiência foi meio tensa (tanto que tpinhamos publicado com o Título "Ufa! amsterdam passou..." (http://queridojoaquim.blogspot.com.br/2011/06/ufa-amsterdam-passou-ismaeu.html), mas a beleza de Amsterdam é inegável e resolvemos pôr o destino em nosso blog de viagens:
http://grandemundocolorido.blogspot.com.br/search/label/Amsterdam

Andrea Moraes disse...

Oi Ismaeu, que bacana! O clima de Amsterdam, geralmente, não ajuda... Mas apesar disso passamos bons momentos lá! Obrigada pela dica, vamos conferir seu post!

Marcia SP disse...

Olá Andrea,
Adorei as dicas! Em outubro, marido, petits (3 anos e 1 ano)e eu curtiremos as férias em Paris e daremos um pulinho em Amsterdam (por conta da escala).
Resta torcer por um bom tempo que não judie dos pequenos para aproveitar a nossa rápida passagem...
bjs

Andrea Moraes disse...

Boa sorte Marcia! Mas se o tempo estiver chuvoso, o jeito é correr para os locais fechados. Nesse caso, acho que eu apostaria no Nemo Science Center, mesmo sabendo que o público-alvo é de +6a...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...