terça-feira, 14 de maio de 2013

Blogagem coletiva - A nossa primeira viagem em familia

Antibes, na Côte d'Azur, onde o sol sempre brilha!
Hoje estou participando da blogagem coletiva organizada pela Claudia Pegoraro, que comanda o blog Felipe o Pequeno Viajante, e vamos contar como foi a nossa primeira viagem em familia!

A primeira viagem com filhos aqui em casa foi bem cedo, quando o Rafael tinha apenas 4 meses. Fomos passar o Natal e Reveillon com uns amigos que moravam em Antibes, na Côte d'Azur, e aproveitar para fugir um pouco do rigoroso inverno parisiense. Enquanto a temperatura em dezembro dificilmente ultrapassa os 5° aqui em Paris, la' no sul da França a temperatura pode chegar facilmente nos 18°. Isso sem falar que la' "embaixo" o solzinho sempre brilha! :)

O começo da viagem parecia cena do filme "Férias frustradas" e passamos por um dos piores perrengues de viagem, senão o pior até hoje! Como muitos sabem, Paris conta com uma das melhores redes de transporte publico do mundo e sempre preferimos pegar metrô/RER para chegar até o aeroporto. Mas como era a primeira vez que viajamos o Rafael, com carrinho, bagagens e todas as tralhas que julgamos necessarias nas primeiras viagens, achamos que era melhor pegar um taxi para ter um pouco mais de conforto. Reservei um taxi com antecedência e saimos de casa com tempo suficiente para chegarmos bastante adiantados no aeroporto. Mas era vespera de Natal e eu não tinha contado com o transito completamente engarrafado da porta de casa até o aeroporto. Manja Marginal Tietê em vespera de feriado prolongado às 18h? Pois é.

Demoramos 2h30 para chegar num trajeto que normalmente dura 20 minutos. Bebê chorando querendo sair da cadeirinha e os pais desesperados ligando no aeroporto para saber se ainda dava tempo de embarcar. Não deu. Todos os voos pra Nice no mesmo dia ja' estavam lotados. So' tinha lugar para o dia seguinte e ainda assim pagando um adicional de praticamente o preço que tinhamos pago nas passagens. Pagamos para não perder nossas férias e o apartamento alugado que ja' estava pago. Isso sem falar no taxi que por conta do tempo de trajeto custou 5x mais que o inicialmente previsto.  Foi o perrengue mais caro de toda a nossa historia de viagens!

Feirinha de Natal
Cogitamos dormir num hotel no aeroporto, mas a brincadeira sairia ainda mais cara. Voltamos para casa de metrô, no dia seguinte fomos até o aeroporto de metrô e aprendemos a lição: nunca mais pegar taxi para ir até o aeroporto. E' preferivel gastar 1h30 de trajeto de metrô carregando bebê e malas escadarias abaixo e ter a certeza de chegar no horario. Agora pegamos taxi apenas na volta de uma viagem do Brasil por conta do cansaço e ainda assim com muita resistência do pão-duro do marido.

Fora esse primeiro contratempo que quase nos fez perder a viagem inteira, o resto do passeio foi otimo! O Rafael se comportou muitissimo bem no avião e foi elogiado pelas aeromoças. Passamos uma semana tranquila na companhia de pessoas queridas. Como ja' conheciamos bem a região, aproveitamos para descansar, papear com os amigos, curtir a temperatura, ouvir as ondas do mar e as gaivotas. Visitamos as feirinhas de Natal das cidadezinhas proximas, fizemos alguns passeios e fomos em restaurantes. Tudo num ritmo bem tranquilo.

Como os 2 casais de amigos moravam em apartamentos pequenos e não queriamos incomoda-los muito com as acordadas noturnas do nosso rapaz, achamos que seria melhor alugar um apartamento. Alugamos um de frente à praia de Antibes pelo site Homelidays. Como era fora da temporada o preço do aluguel foi super barato. Conseguimos um berço emprestado de amigos dos amigos e todo o resto foi improvisado. O fato do Rafael so' mamar no peito facilitava bastante as coisas e não precisavamos ter a preocupação de levar o que comer para ele. Analisando por este ponto, é mais facil viajar com um bebê de colo que ainda mama do que um bebê maior que come e engatinha/anda!

Caminha improvisada na casa dos amigos
Conclusão: viajar com bebê de colo foi mais facil do tinhamos imaginado! Bebês são curiosos e se adaptam facilmente à novos ambientes. No geral se eles estão trocados, bem alimentados, vestidos de acordo com a temperatura e sem dor é sossegado. Bebês pequenos tem uma facilidade enorme em dormir em qualquer lugar. Também percebemos que é facil improvisar. Não tem banheira de bebê? Toma banho na pia, na banheirona ou chuveiro com papai ou mamãe. Não tem cadeirão? Come no colo mesmo, fazendo revezamento. Bebê ja' se interessa pelo que você come? Dê um pãozinho para ele. Ainda come papinha? Pede pro garçom esquenta-la. Não tem berço na casa dos amigos? Improvisa uma caminha com cobertores e almofadas. A unica coisa que me arrependi foi de ter levado o carrinho ao invés do sling. Foi um trambolho carregar no metrô e no fim das contas o Rafael gostava mais do sling do que do carrinho. Com as experiências seguintes aprendemos a viajar leves e quando possivel até alugamos o carrinho no proprio destino.

Hoje o Rafael é um rapazinho de 3 anos e meio que vai colocar os pés no seu 10° país no proximo final de semana. Ele adora passear, visita museus e parques com o mesmo interesse e ja' carrega a sua propria malinha de roupas, entre dinossauros e carrinhos. :) A sua irmã Laurinha de 1 ano esta' seguindo os mesmos passos e não vai demorar para aprender a levar sua propria malinha também. Até hoje nunca viajamos sem as crianças. A idéia até que me agrada, mas aposto que iria morrer de saudades dos meus petits e ficaria pensando o tempo inteiro: "Ah, se eles estivessem aqui!".

Fim da tarde da varanda da casa do amigo

Leia também os outros blogs que participam da blogagem coletiva:
Felipe, o Pequeno Viajante
Viajando com Pimpolhos
Colagem
Diario de Viagem
Eu sei onde
Andreza Dica e Indica Disney
M de Monica e Mãe
Viajando em Familia
As aventuras de Ellerim Viajante
Viagens da Familia Lares
Mala Inquieta
Sem virgula antes do etc
Diario da Pikitim
Viajando na maternidade
Fomos juntos: de mala pronta!
Coisas de mãe

8 comentários:

Sut-Mie | Viajando com Pimpolhos disse...

Mas que perrengue!! Memorável! ;)
Ainda bem que deu tudo certo no final!
Já linkei o teu post!
Bjs

Claudia disse...

Nossa que aperto mesmo! Meu marido tb nao gosta de pegar taxi... ai, ai. Mas as vezes vale mais a pena o metrô :o) Bjs Claudia

Luciana Bordallo Misura disse...

Nossa, que primeira viagem complicada! Mas isso de táxi em Paris nós sentimos na pele também, nunca mais! Eu queria ter ido do aeroporto pro apto de trem mas o meu marido e os meus pais bateram o pé de ir de táxi. Levamos uma hora e meia se me lembro bem, um horror! Nunca mais...ainda bem que vocês conseguiram ir e que a viagem foi ótima apesar desse início confuso!

Debora - Viajando em família disse...

TEm que aproveitar que metro em Paris é tão bom e eficiente, né? Em SP não temos escapatória, só encarando o trânsito mesmo!!
Bjs
Débora
http://viajandoemfamilia.com.br/?p=482

Marlon Sandri Pegoraro disse...

puxa, perrengão, hein??! tb já passei por uns assim, de perder voos, conexões apertadas, para mim, nunca mais!
já linkei teu post lá no pequeno viajante!
tb sou a rainha do improviso! é tão fácil fazer uma caminha para bebê, né?
bjokas, Claudia, @pequenoviajante

Adriana Pasello disse...

oi Adelia. Delícia ler seu post. Adelia, concordo 100% que mamar no peito facilita bastante as coisas. Este foi o motivo pelo qual viajamos para o Chile quando nosso segundo tinha apenas 4 meses. Foi uma experiência ótima! Minha experiência na fase "quadrúpede" foi péssima, contei isso na sérei que a Luciana Misura está publicando, o meu ainda não saiu. Bom saber mais sobre você e família. Já linkado! bjks

Pearla & Juls disse...

Nice blog :)

Kisses Juls <3
http://weltaussagen.blogspot.it/

Clarinha disse...

Puxa, fui uma vez ao aeroporto de taxi e foi ótimo! Como era madrugada e sem metrô, teria que pegar 4 ônibus para chegar ao CDH, então fui de táxi e ainda dividi o serviço com outra pessoa da região e ficou bem baratinho. Agora, da minha casa, em horário normal, tem ônibus da Air France que vai direto ao CDG. É uma maravilha porque evita a trabalheira de arrastar mala pelas escadas do metrô. Bom saber da sua experiência em Nice no Natal! Uma boa dica!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...